terça-feira, agosto 31, 2010

( 4 ) Comentários

Entre engarrafamento e ônibus

Sena do Aragão




Tenho saudade do tempo de ônibus em que eu segurava a cadeira da frente como um volante e sonhava que dirigia um carro passando os outros que seguiam na mesma pista. Dos tempos em que o vento batia-me a face enquanto respirava o úmido ar com aroma de terra regada pela chuva da madrugada. Do tempo em que as linhas que traçam as faixas nas pistas passavam tão rápido que passavam por contínuas. Do tempo em que era impossível observar uma flor na calçada sem entortar o pescoço. Do tempo em que segurar o ônibus era uma necessidade crucial. 


Agora a paisagem me cansa, pois tenho bastante tempo para contemplá-la. E o vento raramente entra pelas janelas onde as pessoas compartilham o calor humano, quase certas de que caminhando ou pedalando, chegar logo é uma possibilidade afável .

Imagem Via artShopping (Cicero)
4 Responses to " Entre engarrafamento e ônibus "
Anselmo said :
31 de agosto de 2010 21:52
Como diria o Datena... Essa é agrande realidade u.u

Verificação de palavras de hoje: INEXHO
7 de setembro de 2010 17:13
Pensei que saudades só os Portugueses sentiam, afinal não é assim. Eu tenho saudades em que o ser humano era humano. Beijinhos
10 de setembro de 2010 19:05
Também sinto saudades da época que andar de ônibus era diversão e prazer!! Cidade grande nos sufoca e ainda sonho em morar longe da civilização...
Bjs e um ótimo final de semana!!
... said :
11 de setembro de 2010 08:17
Este é o preço que pagamos pelo crescimento, pela evolução.

Bjs e como sempre arrasando.

Barbara Prado - Porto Alegre

Related Posts with Thumbnails

 

"O que fazemos na vida ecoa na eternidade."



 

Este blog possui atualmente:
Comentários em Publicações!
Widget UsuárioCompulsivo

Online