terça-feira, outubro 20, 2009

( 6 ) Comentários

Enquanto isso no Orkut (20/10/2009)

Sena do Aragão





Sorte de hoje: Um bom ouvinte não só é popular em qualquer lugar, mas também fica sabendo das coisas depois de algum tempo

Imagem Via Legal
6 Responses to " Enquanto isso no Orkut (20/10/2009) "
Anselmo said :
21 de outubro de 2009 20:24
Pobre Drummond

hauhuahuahua

abraço, Sena
22 de outubro de 2009 07:50
Já eu considero o contrário Anselmo. Gostaria muito de saber o que este pobre homem em amizade estava papeando com Drumond. Uma vez participei de uma palestra com o hj Bispo Dom Dominique, em que ele dizia que a única e maior dor das pessoas que vivem nas ruas é o fato de outras pessoas não o reconhecerem como pessoas que são e acharem que não podem ter amigos e quererem sua amizade. Sábias palavras. Bela imagem.
22 de outubro de 2009 09:15
Concordo com Fábio, o probre coitado não é o Drummond e sim o "pária" que está ao seu lado puxando um papo vazio e solitário e silencioso, mas que por algum momento deve ter aliviado a sensação deste ser humano esquecido pelos poderes e desumanizado pelos seus pares, mas levanto uma outra questão o que devemos fazer???
22 de outubro de 2009 13:08
Bom dia amigos!

Obrigado pelo comentário.

Drummond sempre esteve entre meus escritores favoritos. Mas se estivesse em vida, não sei se encararia sempre uma prosa dessas não. Depende da pessoa e do momento.

Sempre que passo pela Praça da Piedade, observo aquelas estátuas sentadas em frente a fonte. Nos bancos há sempre alguém sentado. Alguns parecem morar ali mesmo.

Um forte abraço!
23 de outubro de 2009 08:54
Fábio o que fazer é dar o primeiro passo. Façamos aquilo que estiver ao nosso alcance de fazer. Sigamos o exemplo de São Francisco de Assis: "Comecemos fazendo o fácil, quando menos imaginarmos estaremos fazendo o díficil quando pensarmos enfim o impossível já foi feito." Essa deve ser a nossa meta. Sermos educados e gentís com as pessoas. Pedir desculpas, desculpar-se, elogiar quando merecer, criticas pra melhorar, ajudar na mudança, pedir ajuda quando não estiver ao seu alcance de fazer; Cobrar e reivindicar os seus direitos e os dos outros, cumprir seus deveres a fio. Lutar, por fim, por direitos iguais e ser honesto e educado acima de tudo. Mesmo que outras pessoas ou uma multidão de pessoas não sejam ou não façam isso quando uma pessoa o faz acaba contagiado as demais a fazerem o mesmo e assim a mudança acontece. Tenho dito.
26 de outubro de 2009 15:22
Eu entendo a máxima que diz que cada um deve fazer sua parte e que devemos começar em nós o que queremos ver nos outros, mas repare que a incrnação da humanidade é sempre para o lado nero da força.

Related Posts with Thumbnails

 

"O que fazemos na vida ecoa na eternidade."



 

Este blog possui atualmente:
Comentários em Publicações!
Widget UsuárioCompulsivo

Online